O diagnóstico do ceratocone é feito por um oftalmologista, que vai avaliar o seu histórico médico e familiar, realizar um exame de refração (para medir o grau dos óculos) e um exame de ceratometria (para medir a curvatura da córnea).

Além disso, o médico pode solicitar outros exames complementares, como:

  • Topografia corneana: um exame que mostra o mapa tridimensional da superfície da córnea, permitindo identificar as áreas mais irregulares e salientes
  • Paquimetria corneana: um exame que mede a espessura da córnea em diferentes pontos, avaliando o grau de afinamento
  • Tomografia corneana: um exame que mostra as imagens em corte da córnea, permitindo analisar as suas camadas internas e externas

“Com todas essas informações, podemos analisar o melhor tratamento para cada paciente”, afirma Dr. Álvaro Dantas, oftalmologista e médico responsável pelo Ícone da Visão.