A lente intraocular é colocada no lugar do cristalino, a estrutura ocular que se torna opaca durante a catarata. Essa parte é retirada e substituída por uma peça bem pequena, que cabe na ponta do dedo. Mas, diferentemente de óculos, que são trocados periodicamente, o implante é definitivo e pode melhorar a capacidade visual para sempre.

Por esse motivo, é preciso muita atenção para escolher o tipo ideal para você, considerando as suas necessidades.

A importância das lentes intraoculares

Para que a troca da catarata por um material sintético ocorra da melhor forma, garantindo a melhor visão do paciente, é preciso realizar diversos cálculos que analisam o trajeto de luz dentro do globo ocular, o que faz com que a lente tenha a potência ideal para se adaptar perfeitamente ao olho.

Atualmente, há diversos tipos de lente intraocular que permitem a correção de outros problemas de visão, ou seja, além de retirar a estrutura opaca, você também pode corrigir outras doenças, como:

  • miopia;
  • hipermetropia;
  • astigmatismo e
  • presbiopia – a famosa vista cansada.

Na maioria dos casos, após recuperação, o paciente não precisa mais usar óculos para leituras ou tarefas diárias.

Tipos de lente intraocular:

Existem diferentes tipos de lente intraocular. Elas podem ser classificadas pelo tipo de material e pelo nível de correção. São elas:

Lentes rígidas
A lente rígida não é dobrável e exige que a abertura feita nos olhos durante a cirurgia seja aumentada de 3 a 7 a 10 mm, o que fez esse modelo ser praticamente abolido.

Lentes flexíveis ou dobráveis
Essas lentes são desenvolvidas com um tipo de acrílico flexível, permitindo que elas sejam dobradas e injetadas no olho por meio de um instrumento que se assemelha a uma seringa de ponta fina.

Diferente da rígida, esse tipo de lente intraocular pode ser introduzido por uma abertura de 2 a 3 mm na córnea, não necessitando ampliar essa incisão. Por ser uma abertura de tamanho microscópico, ela é auto selante, dispensando a necessidade de suturas na córnea, proporcionando uma recuperação pós-cirúrgica mais rápida e mais segura.

É importante você conhecer os tipos de lentes que existem no mercado. Porém, escute a indicação de seu oftalmologista. O cirurgião é quem conhece as melhores lentes intraoculares para o seu caso.