Uma pergunta frequente no consultório é: na cirurgia de catarata, é mesmo necessário colocar lente intraocular? A resposta é sim. O nosso olho possui uma lente natural chamada cristalino. Essa lente, composta por proteínas e água, fica atrás da pupila e tem a função de focar a luz na retina. A informação visual é então enviada ao cérebro, que a transforma em imagem.

Na cirurgia de catarata, o cristalino que não serve mais é retirado e quando o retiramos, precisamos colocar outra lente para que o paciente consiga enxergar melhor”, explica Dr. Álvaro Dantas, especialista em catarata.

A Lente Intraocular é uma lente de acrílico que substitui o cristalino natural do olho. Após o implante, ela assume a função de focar a imagem no olho, assim como a lente original. “É uma das melhores evoluções da humanidade porque, surpreendentemente, ela pode corrigir diversos problemas de visão, até mais eficazmente do que outras cirurgias corretivas”, diz o Dr Álvaro Dantas.

As lentes intraoculares podem resolver:

  • Miopia
  • Hipermetropia
  • Astigmatismo
  • Presbiopia (dificuldade de focar de perto, geralmente após os 40 anos).

Aqui, no Ícone da Visão, investimos em alta tecnologia para que os nossos pacientes contem com mais segurança e precisão na cirurgia de catarata. Para dar maior precisão, utilizamos o Zeiss Artevo 800 3D, considerado o melhor microscópio cirúrgico já fabricado no mundo, para reconhecimento anatômico digital do olho e exato posicionamento das incisões e da lente intraocular durante a cirurgia.

Quer saber mais sobre catarata? Clique aqui